fbpx

Consul

Elas merecem: As empreendedoras que foram contempladas com eletros Consul

Você sabia que as empreendedoras que passam pelo Programa de Educação Empreendedora tem a possibilidade de receber a doação de eletros para ajudar no empreendimento? 

As doações são feitas com base na evolução da empreendedora durante a assessoria. Essa evolução é medida através de indicadores de auto avaliação e participação nas aulas, entregas e crescimento financeiro. As necessidades das empreendedoras que vão receber as doações são avaliadas, para entender qual eletro vai atendê-la melhor e vai ajudá-la a otimizar a produção e crescer ainda mais.

Venha conhecer algumas das empreendedoras contempladas:

 

Danny

Daniele, ou somente Danny, começou a empreender após uma série de dificuldades, como uma gravidez difícil e endividamento crescente. Foi quando viu, através de um grupo de receitas do facebook, histórias parecidas com a sua. A partir daí encontrou a motivação que precisava e decidiu começar a fazer brigadeiros para vender. Após a assessoria do Consulado ativou a sua mente empreendedora e aprendeu a organizar o seu empreendimento. 

“Quando recebi a doação da geladeira a felicidade não cabia no meu peito. Confesso que estou em uma fase modo criança quando ganha algo. A geladeira está sendo muito útil no meu empreendimento.Não perco mais vendas, pois agora tenho onde armazenar os meus produtos”

Daniele, do empreendimento Universo dos Quitutes by Danny

Instagram: @universoquitutes

 

Elizandra

Elizandra era assistente social de formação e professora de culinária. Decidiu começar a empreender após o nascimento da sua primeira filha, Maria Antônia. Queria passar tempo com a sua bebê e acompanhar mais de perto o seu crescimento. Com essa mudança os desafios começaram a chegar, criou o Mariah Doçura, que no início vendia somente para amigos, vizinhos e outros pais da escolinha da Maria. 

Primeiro passo possibilitou ampliar novos mercados com a venda de doces para clientes corporativos e revenda de doces finos para buffet de classe média alta na cidade de Manaus. Hoje, o negócio só cresce com a realização de festas prontas em condomínios, igrejas e festas de aniversário.

Elizandra, do empreendimento Mariah Doçura

Instagram: @mariahdocura

Patrícia

Patrícia gosta da área da alimentação desde criança. Ela sempre amou ficar observando as confecções de bolos e doces e ali, já podia adquirir os primeiros aprendizados. Ao decorrer dos anos, o amor pela confeitaria se tornou profissão. No ano de 2020 com a pandemia, o marido da empreendedora perdeu o emprego e os dois tiveram que se reinventar. Patrícia começou a fazer bolos caseiros para vender e foi aprimorando a sua técnica com cursos online. 

E assim nasceu o Cake da Paty, que no início era um ponto de venda no mercado municipal de Manaus e depois virou um negócio próspero com encomendas de bolos para datas comemorativas.

Patrícia, do empreendimento Cake da Paty

Instagram: @cakesdapaty.am

4° Prêmio Consulado da Mulher de Empreendedorismo Feminino

picture1

Arthur Azevedo entrega o Prêmio Consulado da Mulher de Empreendedorismo Feminino para Maria Valdeci de Moraes e Alessandra Possebom, representantes do Grupo de Mulheres Mães da Terra

picture2

Cleociana Figueira, representante da Assossiação das Mulheres Agricultoras Rurais, recebe o Prêmio.

picture3

Apulata Waurá, representante das índias da Tribo Waurá, que hoje produzem e vendem pimentas em pó, agradece, em sua língua nativa o Prêmio Consulado da Mulher de Empreendedorismo Feminino.

 

Na 4a edição do Prêmio Consulado da Mulher de Empreendedorismo Feminino, representantes de 10 empreendimentos vencedores estiveram reunidas para receber merecida homenagem e celebrar o início de um novo ciclo.