Sem categoria

Consulado da Mulher participa do evento de lançamento do minidocumentário sobre refugiadas

Nesta terça-feira, 29, ocorreu o Evento de Encerramento Empoderando Refugiadas, no Espaço Itaú Cinema, em São Paulo.

O Empoderando Refugiadas é um projeto coordenado pela Rede Brasil do Pacto Global, numa iniciativa conjunta com o ACNUR e a ONU Mulheres. Ao todos, são mais de 10 parceiros e o Consulado da Mulher é um deles.

Refugiadas e convidados reunidos no local

Na ocasião, foram apresentados todos os resultados da segunda edição do projeto e realizado o lançamento e exibição do minidocumentário “Recomeços: Sobre Mulheres, Refúgio e Trabalho”, que conta as histórias de dez participantes do Empoderando Refugiadas. O filme, de Fellipe Abreu e Thays Prado, apresenta as diversas trajetórias, estratégias e desafios dessas mulheres em busca de uma oportunidade de recomeçar a vida em outro país.

As empresas presentes também falaram um pouco de como estão olhando para essas refugiadas e de que maneira criam ações para oferecerem uma melhor “adaptação” a elas.

Atualmente, o Consulado está desenvolvendo um trabalho com 5 refugiadas, entre elas sírias e africanas, a fim de desenvolvê-las e aportar conhecimento para que possam gerar renda. As oficinas já estão acontecendo e o plano é que os resultados comecem a surgir nos próximos meses.

Kelly Silva, Coordenadora de Programa Sociais, contando sobre a atuação do Consulado da Mulher com as refugiadas

Entre umas destas refugiadas assessoradas do Consulado, está a Salsabil. Ela e Razan, ficaram responsáveis pelo brunch oferecido no evento e puderam contar um pouco de suas histórias na ocasião e no minidocumentário.

Salsabil e sua filha recém nascida

Razan e Salsabil durante o coffee

O minidocumentário pode ser assistido abaixo:

Corro Por Elas é realizado em São Paulo

Neste sábado, 26, foi realizada a 6ª edição do Corro Por Elas, no Jardim Botânico, em São Paulo.

O evento tem como finalidade proporcionar um momento de bem-estar, qualidade de vida e saúde, por meio da prática de atividade física, além de promover um ambiente descontraído, de lazer e diversão para todos os presentes.

Neste ano, mais de 300 pessoas estiveram no local, sendo elas, colaboradores da Whirlpool e seus familiares e amigos.

A Senior Director de RH da Whirlpool, Andrea Clemente, realizou a abertura do evento, agradecendo a presença de todos e citando os motivos pelos quais o Corro Por Elas é uma iniciativa tão relevante para a Companhia e para o Consulado da Mulher.

Andrea Clemente fazendo a abertura do evento. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Na ocasião, os participantes optaram entre a corrida (4,5 km) ou a caminhada (2,5 km) e conheceram um pouco dos benefícios desta prática, que são: prevenção à obesidade e ajuda na perda de peso, melhora da ansiedade e estresse, prevenção de complicações cardiovasculares, como infartos e hipertensão e melhora do humor, da saúde e do bem-estar físico e emocional.

As crianças também puderam vivenciar a mesma experiência que os adultos e receberam camisetas, pulseiras de numeração e tiveram uma largada exclusiva, além de poderem se divertir e brincar no Espaço Kids.

Largada das crianças. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Espaço Kids. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Após a atividade, receberam lanche e participaram do sorteio de brindes. Foram mais de 70 itens sorteados, entre eles bicicletas e micro-ondas, purificadores e utensílios da marca Consul.

Criança ganhando uma bicicleta. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Toda a apresentação do evento foi comandada pelo mestre de cerimônias Warley Santana. Warley é ator, humorista, ventríloquo, ex-repórter do CQC e atual apresentador do gameshow “Tá Certo?”, programa exibido na TV Cultura. Junto a ele, estava Seu Antenor, boneco utilizado em suas apresentações como ventríloquo, que fez muito entre os presentes.

Warley Santana e Seu Antenor. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Como diferenciais desta edição, as pessoas puderam conhecer um pouco mais do trabalho da Carla Carvalho, empreendedora assessorada do Consulado da Mulher e dona do empreendimento Carla Honey, que participou com um lindo carrinho, comercializando seus produtos. E também foi montado um estúdio de fotos registrar os grupos de amigos e familiares, promovido pela Mercimodels.

Carla Carvalho (à direita) e sua filha (à esquerda) com o carrinho da Carla Honey. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Gostaríamos de agradecer a todos os apoiadores e patrocinadores do evento:
Whirlpool, Gestão de Saúde, Corro por Elas, Amil, MBS, Sapore, Agilit, Prodergo, Consul e Mercimodels. Sem vocês este evento não teria sido este sucesso todo!

Também gostaríamos de fazer um agradecimento especial às colaboradoras da Whirlpool que atuaram como voluntárias: Lucilene Georgeto, Claudia Silva, Rayssa Silva, Jessica Oliveira, Juliana Pereira, Maria Moura e Luciane Santos. Vocês foram incríveis e hoje, no Dia Nacional do Voluntariado, nada mais justo do que reconhecer a atitude e a vontade de fazer a diferença. Parabéns!!

Voluntárias reunidas no evento. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Por fim, agradecemos a presença de todos e vale ressaltar que a renda arrecadada com as inscrições no valor de R$4.285,00 será revertida para apoiar mais mulheres por meio do Consulado da Mulher.

Parte das pessoas presentes reunidas. Foto: Marivaldo Oliveira e Uriel Punk / Divulgação

Confira todas as fotos do evento aqui.

Saiba mais sobre as campeãs do Prêmio Consulado da Mulher 2017

É com muito orgulho que apresentamos um pouco mais sobre os 10 empreendimentos vencedores do Prêmio Consulado da Mulher de Empreendedorismo Feminino 2017:

ASSOCIAÇÃO SABORES DO MORRO
A Sabores do Morro nasceu do sonho de algumas quitandeiras que residem na comunidade de Morro D’Água Quente, em Minas Gerais. Essas quitandeiras são mulheres que produzem pães, bolos, biscoitos, entre outros quitutes da gastronomia mineira. Em 2015, elas se reuniram com a intenção de formar um grupo e sonhavam com a criação de uma feira mensal em Morro D’Água Quente, com o intuito de apresentar seus produtos à comunidade e ao público de turistas que visitam o Distrito e assim terem seus trabalhos reconhecidos e valorizados. Nesse sentido, surgiu a Associação Sabores do Morro, para gerar renda às mulheres, promover o empoderamento feminino, a valorização da gastronomia mineira e, consequentemente, o desenvolvimento à partir do fomento à economia local, atraindo visitantes à comunidade.

 

TECSOL
O grupo TECSOL foi criado pela Tecendo Cidadania. O empreendimento foi criado em 2013 por falta de oportunidade de emprego e pela decadência da cana de açúcar na região da Mata Sul de Pernambuco, com o objetivo de evitar o êxodo rural e gerando renda para as famílias que já sofriam com a fome, além de ajudar as mulheres a conseguirem sua autonomia e autoestima, ficando independentes dos maridos. Os produtos comercializados são produtos da agricultura familiar, tanto in natura quanto beneficiados como: polpa de frutas, queijo coalho, dida, tapioca, manuê, bolos e doces em geral.

 

SONHO MEU
A Associação de Produtores Rurais Sonho Meu, localizada no município de Porto Acre, foi criada para potencializar a produção dos agricultores familiares assentados no Projeto de Assentamento do Caquetá, criado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária-INCRA, em 1997. Foram assentadas aproximadamente 583 famílias em áreas de aproximadamente 15 hectares. Este projeto pretende potencializar, inicialmente, 20 (vinte) famílias de mulheres empreendedoras, sócias da Associação dos Produtores Sonho Meu que tem como objetivo a melhoria da vida das famílias associadas, com foco na produção e geração de renda, valorizando a produção familiar com base em sistemas e cultivos agroecológicos e agricultura orgânica e no desenvolvimento de estratégias econômicas, social e sustentável.

 

COOPERATIVA ALTERNATIVA DE ALIMENTOS – VIDA SAUDÁVEL
A Cooperativa Vida Saudável foi fundada em julho de 2006, como resultado da articulação entre quatro grupos produtivos de alimentação da periferia do município de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre.  A Cooperativa Vida Saudável é formada basicamente por mulheres com idade entre 27 e 70 anos, sendo que 40% delas são responsáveis pela renda familiar e as demais ajudam na sua complementação. Atualmente, produzem bolachas, biscoitos doces e salgados, broas, bolos simples, bolos para festas, massas, crepes, pães e cucas.

 

EMPÓRIO DA CHAYA
O Empório Chaya foi criado em 2015 e é composto por mulheres Sem Terra, acampadas do Acampamento Marli Pereira da Silva. Sendo um dos princípios organizacionais do Movimento Sem Terra (MST), há a organização de grupos/coletivos de trabalho para discutir questões relacionadas à produção e participação das mulheres, assim como na geração de renda e desenvolvimento de associação e/ou cooperativas. Em 2016, algumas integrantes do grupo participaram de uma Caravana Agroecológica, onde conheceram a Planta Chaya, que tem origem mexicana e um alto valor nutricional e medicinal. Com este conhecimento, começaram a plantar em sua comunidade e a desenvolver usos culinários, aprimorando a produção local.

 

FILHAS DA TERRA
O empreendimento teve início após uma formação da UFPA (Universidade Federal do Pará) na comunidade, que fez com que as mulheres percebessem a necessidade de trabalhar em coletivo para gerar renda para suas famílias. O grupo foi organizado em 13 de dezembro de 2014 e o principal produto comercializado é o licor de açaí, que é o fruto mais presente na comunidade. Além disso, produzem pães e doces.

 

MARIQUILOMBO
O empreendimento foi criado em fevereiro de 2016, quando as primeiras bancadas do cultivo comunitário de ostras foram montadas nas comunidades pesqueiras e quilombolas de Capanema e Baixão do Guaí, em Maragogipe, com o objetivo de gerar renda extra para as famílias de 25 marisqueiras, mas também ajudar na recuperação dos estoques naturais de ostras nativas na região.  O produto comercializado é a ostra, que são as chamadas ostras nativas ou ostras de mangue, próprias de regiões de estuário, ou seja, onde há incidência tanto de águas doces de rios quanto de água salgada do mar.

 

MULHERES SONHADORAS
O empreendimento Mulheres Sonhadoras da comunidade de Rio do Peixe, localizado no município de Santaluz (BA), foi criado em 22 de maio de 2011 pela necessidade de geração de emprego e renda para as famílias da comunidade, pois os trabalhos na região são muito escassos. Hoje, o empreendimento comercializa: sequilhos, broa de milho, broa de tapioca e cocadas.

 

REDE DE MULHER DE GASTRONOMIA
O empreendimento faz parte da Rede de Mulheres Solidárias que é fruto do Projeto de Economia Solidária e Protagonismo Feminino, desenvolvido pela Secretaria da Mulher e Assuntos da Família de Apucarana, que tem como foco o atendimento a mulheres em situação de violência doméstica e violação de direitos, trabalhando os seguintes eixos: empoderamento, capacitação, empreendedorismo e geração de renda. Na área da alimentação, as mulheres produzem variedade de pães, bolachas, bolos, pães de mel, docinhos e salgados para festas e lanchonetes, massas para lasanha, canelone, rondele, panificação e confeitaria sem glúten e sem lactose, bombons e ovos de chocolate, bem casados, roscas doces, geleias, compotas, doces cristalizados.

 

GRUPO PROSPERAR
No município de Retirolândia, região sisaleira da Bahia, a 18 km da sede, está localizada a comunidade de Bastião, uma pequena fazenda que ficou conhecida pelo trabalho de cinco mulheres que, em 2002, iniciaram um trabalho de produção de tempero, como alternativa para fugir do trabalho pesado e doloroso dos campos de sisal. Hoje, o grupo conta com 10 integrantes e produz sequilhos, bolos, beiju e polpa de frutas, além do tempero, farinha láctea caseira, farinha de tapioca e panificação.

#premioconsuladodamulher #reconhecendoeapoiandomulheres

 

Edital Usinas do Trabalho: Consulado da Mulher seleciona novos projetos

O Instituto Consulado da Mulher está promovendo o Edital Usinas do Trabalho para selecionar iniciativas de empreendedorismo feminino, que geram riquezas e desenvolvem um mundo mais justo e sustentável,  durante o período de 02 de maio a 28 de junho de 2013.

O edital vai selecionar 10 empreendimentos coletivos de destaque que sigam princípios de autogestão, solidariedade e cooperativismo. Os aprovados receberam:

  • Assessoria do Consulado da Mulher;
  • Doação de eletrodomésticos Consul (como meios de produção);
  • Divulgação do empreendimento no site do Consulado e da Consul;
  • 5 mil reais para investimento na infraestrutura do empreendimento;
  • Eventos de formação em gestão e economia solidária para compartilhamento de experiências de durante o período de assessoria;

Veja alguns dos pré-requisitos para participar.  Para mais detalhes,  leia o regulamento clicando aqui.

* Economia Solidária: o empreendimento deve ser popular e coletivo;

* Segmento do negócio: os empreendimentos devem atuar nas áreas de alimentação e lavanderia;

* Localização: devem estar localizados nas seguintes cidades:

Brasília – DF: Distrito Federal, Brasilândia de Minas, Sobradinho, Varjão, Lago Norte, Paranoá, Lago Sul, Candangolândia, Guará, Sudoeste/Octogonal, Cruzeiro, SCIA(setor complementar de indústria de abastecimento),Vicente Pires e Taguatinga.
Belo Horizonte – MG: Baldim, Belo Horizonte (capital), Betim, Brumadinho, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Ibirité, Igarapé, Itaguara, Itatiaiuçu,Jaboticatubas, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Nova União, Pedro Leopoldo, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Rio Manso, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, Sarzedo, Taquaraçu de Minas e Vespasiano.
São Paulo – SP: São Paulo (capital) , Arujá, Barueri, Biritiba Mirim, Caieiras, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guararema, Guarulhos , Itapevi, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Jandira, Juquitiba, Mairiporã, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Salesópolis, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Lourenço da Serra, São Paulo, Suzano, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista
Salvador – BA: Salvador (capital), Camaçari, Candeias, Dias d’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, Salvador, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz.
Recife – PE : Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Igarassu, Abreu e Lima, Camaragibe, Cabo de Santo Agostinho, São Lourenço da Mata, Araçoiaba, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Moreno, Itapissuma e Recife (capital).
Fortaleza – CE: Fortaleza(capital), Caucaia, Maranguape, Pacatuba Aquiraz Maracanaú Eusébio. Itaitinga Guaiuba, Chorozinho, Pacajus, Horizonte São Gonçalo do Amarante Pindoretama e Cascavel.

 

* Protagonismo feminino: o empreendimento deve ter lideranças femininas atuantes e ser composto por, no mínimo, 70% de mulheres;

* Vulnerabilidade: 70% do grupo com renda familiar per capita igual ou inferior 1 salário mínimo mensal;

* Sustentabilidade: o empreendimento precisa ter no mínimo 6 meses de existência, infraestrutura mínima para a instalação dos eletrodomésticos a serem utilizados na produção,  perspectivas de formalização (CNPJ e Seguridade Social dos integrantes) e  possibilidade de crescimento e emancipação do negócio.

* Tecnologia Social: será valorizada a utilização de tecnologias sociais que estimulem a produtividade, segundo banco de Tecnologias sociais da Fundação Banco do Brasil.

* Formalização: Os empreendimentos que ainda não forem constituídos como pessoa jurídica deverão ser inscritos por uma entidade parceira que o seja e que tenha histórico de atuação/assessoria junto ao empreendimento.

 

A inscrição deverá ser realizada por representantes legais  ou, caso o empreendimento não seja constituído como pessoa jurídica, pela entidade parceira que presta assessoria ao empreendimento. Cada empreendimento só pode se inscrever uma única fez.

Para participar é fácil: Clique aqui para fazer o download do Formulário de Inscrição de Projetos – Programa Usinas do Trabalho. Após preenchê-lo, envie via e-mail para usinas@consuladodamulher.org.br até 28 de junho. Aguarde a confirmação de recebimento de sua mensagem, que validará sua inscrição.

Em 05 de julho serão divulgados os empreendimentos pré-aprovados aqui em nosso site, que passarão por visitas técnicas dos educadores (as) do Consulado para verificará a veracidade das informações compartilhadas para a seleção dos vencedores.

Os 10 selecionados e aprovados serão conhecidos em 30 de agosto por meio de divulgação neste site e a cerimônia de premiação acontecerá na cidade de São Paulo em  setembro, que contará com a participação de um representante de cada empreendimento aprovado.

Ajude-nos a divulgar este edital no Facebook e no Twitter.