Blog

Banca Avaliadora com refugiadas em Manaus


Em parceria com a Acnur, o Consulado da Mulher em Manaus, abriu espaço para o Processo Seletivo de Empreendedoras “Especial” destinado a refugiadas venezuelanas, que encontraram na gastronomia uma forma de seguir suas vidas no Brasil.

As 04 participantes Clarissa*, Juliana, Josi e Maria já estão em processo de assessoria desde agosto, e na última quinta-feira (06) apresentaram os seus planos de negócio, construídos com o auxílio dos nossos educadores sociais, a uma banca avaliadora que teve como missão guiá-las para que sigam com a missão de melhorar e fazer crescer ainda mais o seu empreendimento.

As empreendedoras apresentaram seus pontos estratégicos a Josimar Lucas do Nascimento, Assistente de Soluções Duradouras do ACNUR e a Dina Luz Carmona Bossa, da Caritas Arquidiocesana Manaus.

Ao final da banca, todas receberam uma doação da ação social da Consul, visando o incentivo ao negócio. “Sabemos que para muitas a vida mudou da água para o vinho. É muito prazeroso saber que estamos auxiliando positivamente neste momento”, disse Katia Lima, Especialista de Projetos Sociais.  

Leda Böger, diretora executiva do Consulado da Mulher, ressalta a necessidade de entidades, que assim como o ACNUR, juntam forças para alcançar mudanças. “O Consulado da Mulher reconhece a importância de capacitar profissionalmente mulheres que encontram na culinária a sua renda familiar, e isso independe de sua nacionalidade. As questões migratórias e de refúgio são um problema mundial e incentivar o empreendedorismo é um ponto essencial para a inserção social destas pessoas”, afirmou.

Comments

comments

Comentários

Name*

Email* (never published)

Website